10/11/2018

Linguagem Infantil

“Meu filho não fala o R!”

“Meu filho fala igual o cebolinha!”

Está é uma das mais notadas dificuldades na fala. Quantas vezes a gente já não ouviu esta queixa no consultório? É uma queixa frequente dos pais. Este tipo de dificuldade na fala é recorrente, pode acontecer por muitos motivos e com o acompanhamento fonoaudiológico torna-se tratável.

Existem diversos motivos para a criança não produzir o sonzinho do R [arara]. E isto tem que ser analisado junto com o fonoaudiólogo capacitado em linguagem infantil, pois pode ser que a criança não produza o som, ou produza pouco o som, ou fale distorcido, entre outras condições que esta alteração pode aparecer.


A hipotonia dos músculos orofaciais, a dificuldade para o posicionamento e “flap” de língua para executar o movimento do fonema, a dificuldade de percepção e distinção dos sons, entre outras causas, podem resultar nesta troca fonológica.


A troca do R pelo L (exemplo: balata ao invés de barata) deve ser superada até o quarto ano de vida. Sendo assim, a fala com trocas dos sonzinhos não pode ser reforçada, porque falar errado não é bonitinho, muito menos engraçado!

É muito importante estimular a produção do som, expôr a criança à estimulos línguisticos de acordo com a idade dela, e mais importante ainda é PROCURAR UMA FONO!


Para saber mais, acesse o link abaixo e as publicações relacionadas:

https://www.atrasonafala.com.br/meu-filho-fala-elado.html

 

Publicações Relacionadas

Deixe um Comentário